Em curso:

Etnoficção - Doutorado de fundamento prático em teatro aplicado e filmes etnográficos

· O Documentário

· A Etnoficção

· Publicações

   
 

palestras


Conferencista: Johannes Sjöberg
(Helsinki 2004)

fatoficção.se pretende propagar uma maior compreensão das variações culturais do mundo e facilitar a comunicação intercultural.

A empresa é dirigida por Johannes Sjöberg - conferencista em antropologia social e visual, e em artes cênicas desde 1997. As palestras, realizadas em universidades, são apresentadas em sueco, inglês, espanhol e português, e contam com a projeção de filmes etnográficos.

A liberdade e o limite artístico do antropólogo

Antropólogos socais estudam os aspectos culturais da vida humana. Seu método principal chama-se "participação observacional". O antropólogo social mora nas comunidades em que está pesquisando determinada cultura durante um longo período de tempo. O objetivo é conseguir entender "o ponto de vista do nativo". O resultado dessa pesquisa pode ser apresentado de várias maneiras, sendo que a representação artística pode ser uma delas.

Antropologia visual e filmes etnográficos
Antropologia visual é uma forma de antropologia aplicada que utiliza filmes etnográficos para pesquisar e apresentar outras culturas. O resultado dessa pesquisa é apresentado como complemento de textos antropológicos. Filmes etnográficos também podem ser mostrados em cinemas e em televisão para entreter, mobilizar e atingir um público popular.

A etnoficção
A etnoficção foi introduzida como um gênero de filmes etnográficos de Jean Rouch, antropólogo social e cineasta etnográfico francês durante os anos 50. Ele se sentiu limitado pelo formato acadêmico e pelo gênero estrito de documentários reais, e pediu a seus informantes que improvisasem uma história em frente da câmera. Num espírito colaborativo, uma compreensão antropológica foi combinada com conhecimento cultural e artes cênicas. Algums diretores fora do mundo acadêmico trabalham de uma maneira similar, com atores sem experiência profissional e provenientes de culturas diferentes.

Onde a improvisação cinematográfica encontra a improvisação teatral...
A tecnologia digital em captura e edição de imagens facilitou e tornou acessível a realização de filmes. Este desenvolvimento criou oportunidades para diretores e para atores experimentarem o meio ‘cinema digital’ de uma forma que era impossível antes da metade dos anos 90. Atores agora têm a oportunidade de ocupar o papel de ‘diretor’ do filme digital, assim como de explorar novas possibilidades de atuação na tela: a arte, além de entreter e emocionar, torna-se uma ferramenta no trabalho social, na educação e etc. A palestra abordará este recente desenvolvimento tecnológico com exemplos dos gêneros que equilibram-se no limite estreito entre fato e ficção, no qual a improvisação cinematográfica encontra a improvisação teatral.